Sobre SvenHeiter

Die Unschuld eines Kindes gemischt mit dem Wahnsinn, der ich bin. _ A pureza de uma criança misturada com a loucura que sou.

Beethoven – Sonatas para violino e piano (Oistrakh, Oborin)

cover

 

Sobre o CD

Como não encontrava este CD para download, senão por torrent em formato .ape ou comprando-o, resolvi disponibilizá-lo em .mp3. Na minha sincera opinião, a melhor gravação que há. Oistrakh é impecável. Sua “Kreutzer”, principalmente, é incomparável. Mas fica aí a dica. Quem tiver seu favorito, fique à vontade para recomendar.

Dados do CD

Número de Faixas: 32
Taxa Bitrate: 320kbps
Gênero: Música clássica

Link

Mega

Anúncios

Tokyo Magnitude 8.0 (2009)

tokyo magnitude 8.0

Sobre o anime

Basicamente, é um anime que simula o que ocorreria caso um terremoto de grau 8 na escala Richter atingisse Tóquio. No entanto, a tendência nunca é ser geral, pois não é possível a um anime (ou qualquer outro meio artístico) expressar o todo através do todo; simplesmente se usa um caso à parte que simboliza o todo. Uma criança, uma adolescente e uma mulher, que conheceram antes e após o terremoto, partem para tentar chegar em casa. Durante todo o caminho, a cidade é ainda tomada pelos “pequenas” réplicas do terremoto, o que faz com que caiam por fim os prédios, monumentos etc. O que mais chama a atenção é que, à medida que o espaço vai mudando, igualmente a história vai mudando em todas as direções, permitindo a coabitação de diversas coisas que, diz-se, se repelem. Bem, vale muito a pena.

Dados do anime

Título Original: 東京マグニチュード8.0
Gênero: Anime
Lançamento: 2009
Número de Episódios: 11
Resolução: 1280×720
Diretor: Masaki Tachibana

Link

Mega

Dmitri Shostakovich – 24 prelúdios e fugas op. 87 (Keith Jarrett)

cover

Sobre o CD

É praticamente mandatório: quando se fala em fuga, pensa-se em Bach e seu cravo bem temperado, uma das poucas obras que abarcam todas os tons musicais. No entanto, dentro dessa perspectiva, insere-se igualmente Shostakovich, que, além de fazer sinfonias magníficas e afins, fez outrossim um trabalho do gênero. Variando desde seu típico, e mais conhecido, estilo sombrio até momentos jocosos e de leveza imensa, parece que tais fugas, juntas à performance de Keith Jarrett, abarcam não só todos os tons como diversos matizes de sensações de um homem com uma sensibilidade incrível em meio a um tempo tenebroso da antiga URSS.

Dados do CD

Número de Faixas: 24
Taxa Bitrate: 192kbps
Gênero: Música clássica

Link

Mega

Kara no Kyoukai (2007 – 2011)

kara-no-kyoukai-wallpaper

Sobre o anime

Difícil definir tal anime, assim como qualquer outro que seja realmente bom. Apenas uma garota que luta pela justiça? Que sofreu um acidente? Que gosta de um garoto que é apaixonado por ela? Entretanto, como ligar tudo isso à ideia do título e subtítulo? Como saber criar uma conexão entre isso e o fato de ela ter dupla personalidade? Não dá. De um modo geral, não creio ser totalmente errôneo usar de uma característica geral da arte contemporânea para “resumir” tal anime: busca de uma identidade. Ryougi Shiki, uma menina de personalidade findida, de um lado, assassinato, de outro, amor intenso pelas pessoas. Dois extremos que não se excluem, prova disso é a própria personagem, e nem se completam, pois ela nunca consegue um sossego sendo assim, mas simplesmente coabitam uma mesma dimensão.

Isso tudo não é nem arguto, nem fraco de minha parte; não dá spoiler, nem deixa de falar sobre o anime. A mesma dificuldade da protagonista transborda para o anime como um todo, ocorrendo, portanto, um tempo confuso e bastante próprio, um tempo transviado. Quanto a isso, há um arquivo txt junto ao arquivo, explicando como assistir com uma ordem mais “reta” caso se queira.

Aliás, foi a muito custo que consegui, finalmente, encontrar versões decentemente legendadas do anime em nosso idioma. Aproveitem.

Dados do anime

Título Original: 空の境界 – the Garden of Sinners (“Limite do Vazio”, subtítulo: o Jardim dos Pecadores)
Gênero: Anime
Lançamento: 2007
Número de Filmes: 8
Resolução: 704×400
Criador: Kinoko Nasu

Link

Mega

Serial Experiments Lain (1998)

241750150800.jpg

Sobre o anime

“Fosse eu apenas, não sei onde ou como,
Uma coisa existente sem viver,
Noite de Vida sem amanhecer
Entre as sirtes do meu doirado assomo…”

Dados do anime

Título Original:シリアルエクスペリメンツレイン
Gênero: Anime
Lançamento: 1998
Número de Episódios: 13
Resolução: 640×480
Diretor: Ryūtarō Nakamura

Link

Mega

Elfen Lied (2004)

elfen lied

Sobre o anime

Sem exageros, creio ser este um anime naturalista. No romance de Émile Zola, p.ex., O Germinal, há uma cena em que uma criança quer saber como é matar alguém, pergunta-o a um soldado, que não o responde direito, volta pra casa, pega a arma do pai e dá um tiro neste soldado, matando-o. Ao final disto, o autor comenta: “E ele sentiu nada.” (ou algo parecido). Isto é uma cena tipicamente naturalista, ou seja, que tenta mostrar a natureza do homem de modo empírico, objetivo e, na maioria esmagadora das vezes, como um ser (que já nasce) mau. Elfen Lied se encaixaria nisto quando se percebe que Lucy é do jeito que é porque foi herculeamente destruída pelos outros, sejam crianças ou não. Ela tem uma personalidade frágil e que daria muito pros psicanalistas latirem. No entanto, não é o caso de nos atermos apenas naquilo que é muito fácil de ser visto, pois que Lucy não é tão simples. O que primeiro há é a diferença. Os humanos, tendendo, parece, sempre a um pensamento mais fechado na ciência, não a suportam, pois pensam que a linha que os compõe não é nada além de uma reta, não sendo à toa a ciência afirmar que toda mutação é uma anomalia. Segundo, há a linha de fuga encontrada na figura de alguém que aceita a diferença e consegue criar diálogo. A partir do momento que Lucy consegue encontrar alguém que não veja nela um monstro, mas simplesmente algo, nem de diferente, nem de semelhante a algo, mas simples e somente algo, ela se permite abrir para esse outro que também se abriu a ela. Uma vez que nós não evoluímos, seja diacrônica ou sincronicamente, através de uma reta, como quis Darwin e, parece, ainda o quer a ciência, senão por um rabisco discordante, Lucy possui um espírito muito alterado, muito facilmente alterável. Desse modo, não há como dizer que é uma mensagem de aceitação da diferença do outro, que temos de amar a diferença, como o quer o marketing das doenças atual, mas, muito mais, uma aceitação das coisas sem a necessidade de uma significação; em outras palavras: aceitação da existência de tudo. É também neste sentido que o anime transborda muito a corrente naturalista.

Dados do anime

Título Original: エルフェンリート
Gênero: Anime
Lançamento: 2004
Número de Episódios: 13
Resolução: 880×480

Link

Mega